São mais de 4.600 documentos de mutuários dos 24 conjuntos habitacionais construídos pela CODESAIMA que passarão para o sistema digital.

Aline Melo e servidoras da diretoria de Habitação farão o trabalho de digitalização  / foto/ Comunicação Codesaima

 

A CODESAIMA possui registros de atos administrativos criados desde sua fundação, em outubro de 1979. Entre esses documentos estão os cadastros de todos os mutuários dos 24 conjuntos habitacionais erguidos pela Empresa. São dados impressos em papel dos ocupantes de 4565 residências que correm o risco de sofrerem deterioração com a ação do tempo.

Para evitar isso, o presidente da Empresa, Anastase Papoortzis, determinou e o diretor de Habitação, Renan Beckel, e sua equipe colocaram em prática a digitalização de todo esse material. A tarefa começará nesta semana e será executada por funcionários da Empresa.

Segundo a chefe da Divisão de Créditos e Fundos Imobiliários da Diretoria de Habitação, Aline Melo, o serviço será dividido entre o prédio antigo, no bairro Mecejana, onde ainda estão os arquivos, e no prédio atual da sede, no bairro Aparecida.

A Sesau ( Secretaria Estadual de Saúde) disponibilizou um scaner próprio para essa tarefa. O empréstimo da máquina será por 60 dias, mas Aline acredita que será tempo suficiente para a conclusão do trabalho. “É uma máquina para digitalizar todos os documentos dos mutuários. Todos”, enfatizou.

As funcionárias farão um revezamento nos horários da manhã e à tarde, sob a coordenação das servidoras Aldenir e Ivanilde que são as responsáveis pelo setor de arquivo.

A ordem do trabalho será iniciar pelos documentos mais novos aos mais antigos. “Vamos começar pelos mais recentes porque é o que estamos movimentando agora”, referindo-se ao processo de regularização desses imóveis que está em andamento na Companhia.

Os dados poderão ser utilizados no SEI (Sistema Eletrônico de Informação), a plataforma que está sendo implantada na CODESAIMA, que irá fazer a circulação da comunicação digital de todas as ações dentro da Empresa. “Vai ser aproveitado. Se houver  necessidade de  mandar informações para alguém, vamos digitalizar e enviar pelo SEI” disse.

Esse trabalho está em sintonia com a política de melhoria do serviço público do Governo do Estado que prega e incentiva ações que garantam a modernização e transparência dos atos de suas unidades.