As atividades da CODESAIMA, voltadas para a Habitação, estão sendo planejadas e aguardando a retomada da normalidade, após ser decretado o fim da quarentena imposta pelo combate ao Covid-19.

 

Enquanto isso, o presidente da Empresa, Anastase Vaptistis Papoortzis, continua com ações que transformarão a CODESAIMA numa Cohab (Companhia de Habitação).

 

Anastase já faz parte da diretoria da ABC ( Associação Brasileira de Cohabs e Agentes Públicos de Habitação ) o que coloca-o próximo aos projetos do Governo Federal de moradias para a população carente das unidades da Federação.

 

Na semana passada, ele participou de uma vídeo conferência da ABC com o Secretário Nacional de Habitação, Alfredo dos Santos, e os representantes da Caixa Econômica Federal, Matheus Sinibaldi, Alexandre Cordeiro e Rodrigo Wermelinger, e agentes públicos de vários estados do Brasil, abordando decisões e encaminhamento das demandas dos municípios brasileiros.

 

A sessão durou mais de 2 horas e meia e foi organizada pela CBIC (Câmara Brasileira das Indústrias da Construção) e transmitida ao vivo pela internet.

 

Neste encontro, Papoortzis tratou de falar de assuntos que já vinha tratando com o MDR (Ministério do Desenvolvimento Regional) e a Caixa Econômica Federal.

 

Ele propôs ao secretário Alfredo dos Santos, a criação de um programa especial para os estados que possuem altos índices de imigrações, como atualmente é o caso de Roraima.

Esta proposta é fruto de estudos de técnicos da CODESAIMA sobre o impacto da entrada de pessoas provenientes, principalmente da Venezuela, que afetam drasticamente a oferta de moradias no estado.

O secretário e os demais participantes da reunião concordaram com a ideia. “A proposta foi bem acolhida pelos membros da ABC e o secretário se comprometeu a tomar providências”, disse Papoortzis.

 

Na sequência da reunião, tratou-se dos investimentos que serão retomados após a crise da pandemia do coronavírus.

Segundo Alfredo Santos, a prioridade será a retomada do Minha Casa Mina Vida ⁄ Sub-50 que atenderá cidades com até 50.000 habitantes, englobando 1.895 municípios onde deverão ser aplicados R$ 433 milhões. “ Será uma injeção importante de recursos, de emprego de renda e de obras. Temos uma expectativa muito boa”, disse.

 

Os recursos devem vir do OGU (Orçamento Geral da União). Santos diz que podem também ser aplicadas verbas do Orçamento Impositivo ou de emendas parlamentares.
Está prevista a retomada, até junho, da construção de 8.922 moradias contratadas em 2017 e que atualmente estão paralisadas.

 

A última obra do Minha Casa Minha Vida, em Roraima, foi o Vila Jardim, concluído em 2015 e não há , atualmente, nenhum empreendimento em andamento.

 

Foi cancelado o evento que iria acontecer nesta sexta-feira, 20 de março, na sede da CODESAIMA, de entrega de documentos de transferências dos imóveis dos 23 conjuntos habitacionais construídos pela CODESAIMA entre 1979 e 1982.

O motivo da suspensão faz parte das medidas adotadas pelo presidente da Empresa, Anastase Vaptistis Papoortzis, de combate e prevenção ao risco de contágio do coronavírus.

A cerimônia seria no pátio da Empresa com a presença do governador Antônio Denarium, mutuários, servidores, autoridades e populares. Estima-se que cerca de 500 pessoas estariam presentes.  

O presidente da CODESAIMA, Anastase Vaptistis Papoortzis, lamentou o cancelamento, mas garantiu que, numa data breve, acontecerá com total segurança para os presentes. “É hora de nos resguardar e evitar a propagação do vírus. Não tem como saber quando faremos essa cerimônia. O importante agora é pensar na saúde da população”, disse.

Serão 3337 mutuários beneficiados que terão suas moradias regularizadas, podendo de fato se declararem proprietários. A ação atenderá os conjuntos: Caçari 1 e 2; Boa Vista 1 e 2; São Vicente; Cabos e Soldados; Caimbé 1; Pricumã 1 e 2; Monte Roraima  e  Mecejana.

A espera por essa regularização é de mais de 40 anos. Os imóveis foram entregues, mas continuam em nome da CODESAIMA, acarretando todo tipo de problema para o mutuário e a Empresa. O morador, não podendo ser declarado o dono de fato do imóvel, fica impedido legalmente, de fazer qualquer transação comercial com este. Já a Empresa, é onerada porque ainda tem que pagar taxas e tributos referentes à moradia.   

Por várias vezes houve tentativas de emitir esse documento de transferência de posse, mas problemas financeiros e judiciais da Empresa travavam os processos.

A Procuradoria da CODESAIMA conseguiu, junto ao Tribunal de Justiça do Estado, criar o entendimento de que era necessário dar segurança jurídica e reparar o dano social causado a esses moradores.

A CODESAIMA foi liberada de apresentar o CND (Certidão Negativa de Débitos) e algumas taxas foram suspensas, fazendo com que os processos transcorressem com mais celeridade. Também foram feitos acordos com os cartórios de Boa Vista que irão emitir o documento de posse.

A diretoria de Habitação da Companhia fez um trabalho de orientação dos moradores informando sobre os documentos que deveriam ser apresentados para iniciar a regularização e dando entrada nos processos na Prefeitura Municipal de Boa Vista e cartórios.

 

 

 

Na reunião com o presidente da CODESAIMA, Anastase Vaptistis Papoortzis, diretores e chefes de setores, ocorrida na terça-feira, 18, para tratar das medidas contra o avanço do coronavírus, o técnico de Segurança no Trabalho, Alex Marques, apresentou publicações importantes que tratam desse assunto.
 
O Protocolo de Manejo Clínico para o Novo Coronavírus (2019-nCoV), do Ministério da Saúde, traz as definições operacionais o combate ao Covid-19;as características gerais sobre a infecção; como deve proceder o atendimento e tratamento; as medidas de prevenção e controle que devem ser adotadas e como deve ser feita a notificação dos casos suspeitos. A cartilha tem o objetivo de orientar a Rede de Serviços de Atenção à Saúde do SUS para a atuação na identificação, notificação e manejo oportuno de casos suspeitos de infecção pelo novo coronavírus para que os riscos de transmissão sejam mitigados. 
 
Além dessa publicação de 30 páginas, Alex também colocou à disposição dos funcionários da Companhia o Boletim Informativo do SESMT/ CODESAIMA sobre o tema: Prevenção à Disseminação do Coronavírus e um fluxograma de atendimento para os enfermos.
 
Este material ficará à disposição dos funcionários da CODESAIMA.
 
 

Em reunião acontecida na terça-feira, 17, na sede da CODESAIMA (Companhia de Desenvolvimento de Roraima), o presidente, Anastase Vaptistis Papoortzis, anunciou medidas de prevenção contra o avanço do Covid-19.

As ações que tratam do atendimento ao público foram: a disponibilidade da linha telefônica para tratar de assuntos referentes à habitação. Qualquer pessoa que precise de informações sobre documentações e acompanhar a situação de processos  deve ligar para 99135-0073.

Para quem quer abrir processos ou pedir documentações foi colocado um modelo de requerimento (abaixo) que pode ser impresso e preenchido. 

Essas normas foram adotadas para que a população evite de ir até a Empresa, com o risco de ficar exposta ao coronavírus durante o trajeto, mas que possa ter seus interesses atendidos e o andamento de seus processos avançando.

Clique aqui para fazer download do requerimento.

Nesta manhã de terça-feira, 17, o presidente da CODESAIMA, Anastase Vaptistis Papoortzis fez uma reunião com diretores e chefes de setores da empresa para tratar de medidas a serem tomadas para o enfrentamento e prevenção ao coronavírus.

 

Ficou determinado que os servidores que apresentarem qualquer sintoma da doença deve ficar em casa; que os atendimentos serão feitos on-line; os funcionários que têm contato com populares não poderão ter idade acima de 60 anos, entre outras medidas que estão de acordo com as recomendações dos órgãos de saúde e sanitárias e do decreto do governador Antônio Denarium que trata do assunto.

 

O presidente alertou para a gravidade da pandemia que está se espalhando rapidamente por todo o mundo e do poder de contaminação do vírus covid-19.

 

Uma das medidas tomadas foi o cancelamento da cerimônia de entrega de documento para transferência das residências dos 23 conjuntos habitacionais que aconteceria na próxima sexta-feira, 20.

 

O evento deveria reunir cerca de 500 pessoas no estacionamento da empresa e todo o tipo de aglomeração está suspensa.

 

Os usuários que vão à CODESAIMA para tratar de assuntos referentes à habitação deverão fazer contato pelo telefone 99135-0073.

 

O setor de informática está criando um link a ser postado no site, codesaima.rr.gov.br, onde constará serviços como modelos de requerimentos para regulamentação de imóveis.

 

O técnico de Segurança no Trabalho, Alex Marques, falou dos cuidados que devem ser adotados para evitar a disseminação do vírus: sobre quem deve usar a máscara cirúrgica e outras medidas simples, mas eficazes. "As pessoas devem lavar a mão antes de usar o álcool em gel", explicou. 

Os funcionários da Empresa irão receber um boletim informativo detalhando os fatos mais relevantes da pandemia do Covid-19 e publicações sobre protocolos médicos e procedimentos para tratamento à doença.